Grandes Investidores

A melhor estratégia de investimento em acções

Como ensina Warren Buffett, Charlie Munger, Bruce Greenwald (sucessor de Benjamin Graham no curso de value investing da Columbia University), entre outros, só há duas formas de superar (de forma sustentável) os índices de mercado a longo prazo, sem contar com os métodos não acessíveis à maioria dos investidores (algorithmic trading, high-frequency trading, etc.) – eu só conheço duas abordagens, e já li (e pratiquei) muita coisa nos últimos 20 anos; se conhecer uma terceira via, avise-me.

As duas estratégias são:

  • Comprar empresas estatisticamente baratas
  • Comprar empresas de grande qualidade e elevados retornos sobre o capital a bons preços (a abordagem do Prudente)

Comprar empresas estatisticamente baratas

São as acções clássicas de Benjamin Graham – acções estatisticamente baratas, pontas de charuto, deep value stocks. Como diz Bruce Greenwald, «you are looking for things that are ugly, cheap, boring, out of fashion, small and obscure»:

Aqui importa olhar para baixos price-to-books, baixos price-to-ncav e baixos earning yields (EBIT/Enterprise Value).

Comprar empresas de grande qualidade e elevados retornos sobre o capital a bons preços (a abordagem do Prudente)

A ideia aqui é priorizar a qualidade sem pagar um preço demasiado alto, como ensina Warren Buffett, Charlie Munger e Terry Smith, o maior gestor de fundos do Reino Unido, que até há pouco tempo geria uma carteira com 20-30 empresas com um desempenho superior a 18% ao ano (em termos compostos), desde a fundação do seu fundo em 2011:

Há muitos outros vídeos interessantes dele no youtube

… além dos dois livros que publicou:

 

Esta é a abordagem do Prudente!

Warren Buffett e Charlie Munger dizem que é melhor comprar uma excelente empresa a um preço justo do que uma empresa justa a um excelente preço…

It’s far better to buy a wonderful company at a fair price than a fair company at a wonderful price.

… e o Terry Smith, no seu último livro e numa das apresentações do seu fundo de investimento (Fundsmith), também demonstra que a 40 anos é preferível comprar qualidade, mesmo em condições desfavoráveis face a outras empresas baratas de menor qualidade:

ROIC na Lista Completa de Acções do Prudente 2 | Investidor Prudente

Retornos das empresas de qualidade

Como alguém dizia (julgo que era Warren Buffett ou Charlie Munger), «todo o investimento é value investing». Todos os investidores procuram ganhar dinheiro, seja pela remuneração proporcionada pelas suas empresas, seja pela valorização dos títulos em bolsa, procurando sempre obter um valor intrínseco superior ao preço pago. Mas o que procuramos aqui no Prudente é empresas de qualidade que, mesmo sendo compradas a preços elevados, possam proporcionar resultados superiores a longo prazo, e não empresas simplesmente baratas. Vou dar um exemplo:

Quem comprou acções da Sonae a múltiplos baixos (como em 2003, 2009, 2012, 2016 e 2020) e as vendeu a múltiplos elevados (acima do book value) conseguiu ganhar dinheiro e realizar um bom investimento, mas os investidores de longo prazo que comprarem a acção a preços médios não terão resultados excepcionais durante décadas (apesar de, ainda assim, ganharem dinheiro)…

Limpeza na lista completa de acções do Prudente 1 | Investidor Prudente

… pois, normalmente, o seu retorno sobre o capital é baixo:

  • ROE (5y): 7%
  • ROIC (5y): 3%

 

Pelo contrário, aqueles que compraram a Adobe no ano 2000, quando os preços estavam exageradamente altos, teve pacientemente de esperar uma década para ver a acção subir, mas em 20 anos os resultados foram excepcionais…

Limpeza na lista completa de acções do Prudente 2 | Investidor Prudente

… pois, normalmente, a empresa consegue reinvestir os fluxos de caixa no negócio a taxas elevadas…

  • ROE (5y): 20%
  • ROIC (5y): 17%

 

… apesar de não pagar dividendos e remunerar os accionistas com reduzidos buybacks (o net payout yield é de apenas 1%).

O Prudente enquadra-se no perfil de investidor que, mesmo errando o timing de compra, procura comprar empresas de qualidade (com elevados retornos sobre o capital e vantagens competitivas duradouras) para o longo prazo, e não no perfil de investidor de pechinchas ou no perfil de especulador que procura prever a direcção das cotações.

Assim sendo, não faz sentido manter na lista completa de acções do Prudente empresas preguiçosas que apresentam recorrentemente baixos retornos sobre o capital, ainda que tenham negócios estáveis. Como diz Charlie Munger:

Over the long term it is hard for a stock to earn a much better return than the business that underlies its earnings (…) if a business earns 18% on capital over 20 or 30 years, even if you pay an expensive-looking price, you’ll end up with one hell of a result.

Por isso é que, a par do yield, é importante que os subscritores do Prudente saibam o ROE e o ROIC das empresa publicadas na nossa lista completa, que são calculados de acordo com a mediana a 5 anos, para evitar o ruído de curto prazo:

  • ROE (5y) = Shareholders Net Income (mediana a 5 anos) / Shareholders Equity (último ano)
  • ROIC (5y) = Operating Income (mediana a 5 anos) / [Shareholders Equity + Minority Interest + Total Debt] (último ano)

 

Com o tempo, irei continuar a depurar a lista completa de acções, eliminando as empresas de qualidade inferior, apesar de ser sempre possível ganhar dinheiro comprando qualquer empresa desvalorizada para a vender ao preço justo ou sobrevalorizado. Mas, para os investidores de longo prazo que compram essas empresas a preços médios, os resultados são normalmente decepcionantes.

O maior problema de qualquer investimento de baixa qualidade é que, em geral, as características de retorno dos negócios persistem. Os bons negócios continuam bons e os negócios de baixo retorno também permanecem ruins, como mostra o gráfico abaixo:

ROIC na Lista Completa de Acções do Prudente 3 | Investidor Prudente

O mesmo se pode dizer em relação aos sectores – geralmente, bons sectores permanecem bons, maus sectores permanecem maus:

ROIC na Lista Completa de Acções do Prudente 4 | Investidor Prudente

Essas características de retorno persistem porque os bons negócios encontram formas de afastar a concorrência – aquilo a que Warren Buffett chama de “moat“: têm marcas fortes, controlo dos canais de distribuição, patentes, altos custos de mudança para os clientes, etc.

Lista do Prudente

Ao ver as apresentações das reuniões do Fundsmith, reparei que os diapositivos mostravam sempre o retorno sobre o capital das 20-30 empresas que ele tem no fundo. E eu pensei: «acho que os subscritores do Prudente iriam gostar de ver o retorno sobre o capital de todas as acções analisadas». Por isso, adicionei mais duas colunas…

A melhor estratégia de investimento em acções 1 | Investidor Prudente

… uma com o ROE mediano e outra com o ROIC mediano.

Quando o ROE é superior a 15% e o ROIC é superior a 10%, os valores aparecem destacados a azul, pois são fortes indicadores de qualidade (é evidentemente que isto não dispensa a análise individual). As empresas que recorrentemente possuem mais de 15% de ROE e/ou mais de 10% de ROIC são candidatas ao lugar de «Acção do Mês». As empresas que apresentem um ROE inferior a 10% são candidatas à exclusão da lista (excepto aquelas que apresentam um capital próprio negativo devido aos buybacks… essas normalmente têm um ROIC elevado; é por isso que adicionei esses dois rácios). Só queremos as melhores empresas, a bons preços. Como ensina Charlie Munger:

Over the long term, it’s hard for a stock to earn a much better return that the business which underlies it earns. If the business earns six percent on capital over forty years and you hold it for that forty years, you’re not going to make much different than a six percent return – even if you originally buy it at a huge discount. Conversely, if a business earns eighteen percent on capital over twenty or thirty years, even if you pay an expensive looking price, you’ll end up with one hell of a result.

Charlie Munger

 

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.

Michael Lee-Chin

Michael Lee Chin - Grandes Investidores

“Life is not linear; you have ups and downs. It’s how you deal with the troughs that defines you.”

Michael Lee-Chin

Quem é Michael Lee-Chin

Michael Lee-Chin é um investidor canadiano, nascido na Jamaica em 1951, que fez fortuna investindo no National Commercial Bank Jamaica e, mais tarde, na AIC Limited.

Lee-Chin adquiriu a AIC, uma holding pertencente ao grupo AIC, quando esta tinha menos de 1 milhão de doláres em activos sob gestão (AUM). Sob a sua liderança, a empresa totalizou mais de 10 mil milhões de dólares sob gestão, em 2002.

Lee-Chin defende que os investidores devem alocar o seu capital em portefólios concentrados, assegurando que:

  1. Compreendem as empresas que constituem o seu portefólio.
  2. Utilizam de forma prudente alavancagem para maximizar as suas oportunidades.
  3. Escolhem empresas de qualidade, que operam em setores fortes e com futuro expectável.
  4. Mantêm as suas ações muito, muito tempo.

Como Michael Lee-Chin começou

Formado em Engenharia Civil, em 1974, Michael começou por trabalhar para o governo jamaicano como engenheiro rodoviário. Mais tarde, voltou ao Canadá e ingressou como analista financeiro numa empresa de investimentos chamada Investors Group.

Em 1983, Lee-Chin contraiu um empréstimo bancário de 500 mil dólares, que investiu na Mackenzie Financial Group. Quatro anos depois, vendeu a sua posição por 3,5 milhões de dólares, uma valorização significativa do seu património. 

Posteriormente, Michael adquiriu a AIG Limited por 200 mil dólares, quando esta detinha mais de 800 mil dólares sob gestão.

Fortuna Estimada

Lee-Chin tem um património estimado de 1800 milhões de dólares.

David Tepper

David Tepper 2 | Investidor Prudente

“The key is to wait. Sometimes the hardest thing to do is to do nothing.”

David Tepper

Quem é David Tepper

David Tepper gere o fundo de investimento Appaloosa Management, que tem um incrível retorno anual superior a 30% ao longo de mais de 20 anos, acumulando 4 mil milhões de dólares sob a sua gestão.

A abordagem de Tepper é única por combinar o investimento em mercados deprimidos com uma diversificação global, levando a uma alta volatilidade do seu portefólio, a qual é largamente compensada quando abrimos o espectro temporal para os 25 anos da sua operação.

Tepper é também o dono dos Carolina Panthers da National Football League (NFL).

Como David Tepper começou

Formado em Economia pela University of Pittsburgh, Tepper concluiu posteriormente um MBA em Gestão Empresarial da Carnegie Mellon University. A Universidade viria, mais tarde, a renomear esse MBA em honra a Tepper: the Tepper MBA. Em conjunto com Jack Walton, co-fundou o fundo de investimento Appaloosa Management, em 1993

Livros de David Tepper

David Tepper não escreveu nenhum livro.

Fortuna Estimada

Tepper consta na lista Forbes 400 e tem um património estimado em mais de 15 mil milhões de dólares.

Jim Simons

Jim Simons 3 | Investidor Prudente

“Past performance is the best predictor of success.”

Jim Simons

Quem é Jim Simons:

James Harris Simons, mais conhecido como Jim Simoms, é o fundador de um dos fundos de investimento com maior retorno anualizado, o Renaissance Medallion.

Conhecido como o Rei do Quantitative Investing, o seu fundo tem um fabuloso rendimento anualizado de 30%, recorrendo a algoritmos próprios de actuação no mercado.

Como Jim Simons começou:

Simons, um apaixonado por matemática, participou na Guerra do Vietnam como decifrador de comunicações, ajudando as forças armadas norte-americanas.

Simons é formado no MIT, com um doutoramento da University of California em Matemática. O seu fundo utiliza modelos computacionais para lucrar com ineficiências de mercado de curto-prazo.

Em 1982, fundou a Renaissance Technologies, empresa dona do fundo de investimento Renaissance Medallion.

Livros de Jim Simons:

Simmons não escreveu nenhum livro, mas sobre o Investidor foi escrito um recente êxito: “The Man Who Solved the Market: How Jim Simons Launched the Quant Revolution“.

Fortuna Estimada:

Jim Simons consta na lista Forbes 400 e tem um património estimado em mais de 25 mil milhões de dólares.

Bill Ackman

Bill Ackman 4 | Investidor Prudente

Experience is making mistakes and learning from them.

Bill Ackman

Quem é Bill Ackman:

Fundador e CEO da Pershing Square Capital Management, Bill Ackman assume uma posição de investidor activista, procurando afectar a gestão das empresas em que investe.

Com várias polémicas no seu currículo, como o short selling da Herbalife, em 2012, e uma famosa disputa com Carl Icahn, outro lendário investidor activista, Ackman tem um longo historial de investimento em Wall Street.

Como Bill Ackman começou:

Formado em artes pela Universidade de Harvard, Ackman prosseguiu os seus estudos e concluiu em 1996 um MBA pela Harvard Business School.

Imediatamente após concluir o MBA, Ackman co-fundou a sua primeira empresa de investimento, a Gotham Partners.

Livros de Bill Ackman:

Ackman não escreveu ainda nenhum livro, mas sobre o Investidor já foi escrito um êxito de vendas Confidence Game: How a Hedge Fund Manager Called Wall Street’s Bluff.

Fortuna Estimada:

Bill Ackman consta na lista Forbes 400 e tem um património estimado em 3000 milhões de dólares.

Seth Klarman

Seth Klarman 5 | Investidor Prudente

The single greatest edge an investor can have is a long-term orientation.”

Seth Klarman

Quem é Seth Klarman:

Quando pensamos em grandes investidores, o primeiro nome que nos vem à memória é, normalmente, Warren Buffett, o “Oráculo de Omaha”. Mas sabia que há também o “Oráculo de Boston”, Seth Klarman?

A alcunha deve-se à similaridade de abordagem entre Klarman e Buffett: ambos defensores da escola de investimento em valor de Benjamin Graham, que procura comprar acções com ampla margem de segurança, ou seja, muito abaixo do seu valor intrínseco.

Como Seth Klarman começou:

Seth Klarman fundou o fundo de investimento Baupost, que gere com grande sucesso. Presentemente, o fundo tem mais de 30 000 milhões de doláres sob a sua alçada. Um acérrimo filantropo, Klarman criou também um fundação que doou mais de 640 milhões de dólares para causas que defende.

Livros de Seth Klarman:

Klarman escreveu “Margin of Safety”, um livro clássico e considerado obra de culto na comunidade value investing. Uma cópia do livro com encadernação de capa dura custa 4500$ na Amazon! Já a encadernação de capa mole custa uns “modestos” 2999$.

Fortuna Estimada:

Seth Klarman acumulou património avaliado em 1500 milhões de dólares.

Joel Greenblatt

Joel Greenblatt 6 | Investidor Prudente

Choosing individual stocks without any idea of what you’re looking for is like running through a dynamite factory with a burning match. You may live, but you’re still an idiot.

Joel Greenblatt

Quem é Joel Greenblatt:

Greenblatt é um investidor muitíssimo bem sucedido, liderando o fundo Gotham Capital desde 1985.

É um dos Membros Fundadores do fantástico VIC (Value Investors Club), fórum fechado com candidatura para admissão, em que membros do clube discutem as melhores oportunidades de investimento da actualidade, e professor associado na Columbia Business School, a mais renomada Escola de Gestão do Mundo.

Como Joel Greenblatt começou:

Em 1985, Greenblatt entrou na Wharton School of the University of Pennsylvania, tendo concluído um MBA. Ao sair, graças ao apoio de Michael Milken, começou o seu próprio fundo de investimento, Gotham Capital, com 7 000 000$ de capital.

Livros de Joel Greenblatt:

Joel Greenblatt escreveu um dos livros mais curiosos do Investimento em Acções, The Little Book that Beats the Market.

Na esteira do sucesso do seu livro, Greenblatt lançou o site Magic Formula Investing, que constitui a aplicação prática da fórmula mágica defendida no livro.

Mario Gabelli

Mario Gabelli

“Always keep your portfolio and your risk at your own individual comfortable sleeping point.”

Mario Gabelli

Quem é Mario Gabelli:

Mario Gabelli é o Presidente e CEO da GAMCO Investors, Inc., firma de investimento que fundou em 1977.

Como Mario Gabelli começou:

Graduado no ano de 1965 em Gestão de Empresas 𝘴𝘶𝘮𝘮𝘢 𝘤𝘶𝘮 𝘭𝘢𝘶𝘥𝘦, o maior grau de distinção académica, Gabelli obteve também um MBA da prestigiada Columbia University Graduate School of Business, entre outras distinções académicas.  

Filantropo em diversas organizações, Gabelli foi nomeado em 1997 como Gestor de Portefólio do Ano, pela reputada Morningstar. Foi também distinguido pela revista Institutional Investor e nomeado pela Barron para a equipa All Star de Gestores de Portefólio, a par de outras lendas do investimento como Peter Lynch ou Sir John Templeton.   

Livros de Seth Klarman:

Gabelli co-autorou “Merger Masters: Tales of Arbitrage“, um livro especificamente sobre fusões e aquisições de empresas (M&A) inspirado nas mais bem sucedidas histórias da indústria.

Fortuna Estimada:

Acumulou uma fortuna estimada em 1900 milhões de dólares.

Bruce Greenwald

Bruce Greenwald 7 | Investidor Prudente

“To me, money is absolutely irrelevant.”

Bruce Greenwald

Quem é Bruce Greenwald:

Hoje trazemos-lhe não um grande investidor, mas antes o “Guru dos Gurus de Wall Street”: Bruce Greenwald. Greenwald é uma autoridade no mundo do Value Investing!

Professor na histórica Columbia University Business School, na qual também leccionou o lendário Ben Graham, Greenwald acumula as funções de Diretor do Heilbrunn Center for Graham & Dodd Investing e de consultor da First Eagle Investment Management. As disciplinas que ensina na Columbia Business School estão permanentemente lotadas!

Como Bruce Greenwald começou:

Autor de vários livros de sucesso, recomendamos particularmente o seu Value Investing: From Graham to Buffett and Beyond.

Não há um fabuloso track record de Greenwald para admirar… Há, sim, imenso conteúdo fantástico para ler e aprender a ser um melhor investidor!

Livros do Bruce Greenwald:

Greenwald é autor de várias obras de grande valor para o Investidor, nomeadamente “Value Investing: From Graham to Buffett and Beyond (Wiley Finance)”, “Competition Demystified: A Radically Simplified Approach to Business Strategy”, entre vários outros.

Mohnish Pabrai

Mohnish Pabrai 8 | Investidor Prudente

Mistakes are the best teachers. One does not learn from success. It is desirable to learn vicariously from other people’s failures, but it gets much more firmly seared in when they are your own.

Mohnish Pabrai

Quem é Mohnish Pabrai:

Mohnish Pabrai é, nas suas palavras, um imitador! Imita investidores que admira, pessoas de grande sucesso e cujos resultados falam por si próprio.

Aliás, Pabrai pagou inclusive mais de $650,000 pela oportunidade de almoçar com Warren Buffett, o investidor que mais admirava e cuja abordagem ao investimento estudou minuciosamente! Uma vez por ano, Buffett leiloa a oportunidade de almoçarem com ele, sempre doando o valor pago para caridade. Em 2018, Pabrai ganhou o leilão, em conjunto com Guy Spier, e essa é uma das particularidades que o tornaram mais conhecido.

Mas Pabrai tem méritos próprios muito, muito válidos…

Como Mohnish Pabrai começou:

Engenheiro informático de formação, Pabrai empreendeu em 1991 quando decidiu fundar a sua própria empresa, TransTech, Inc, de consultoria informática e integração de sistemas. Já no ano 2000, em plena euforia da Dot.Com Bubble, Pabrai vendeu a sua empresa tecnológica por $6M.

Foi nessa altura que Mohnish Pabrai decidiu focar-se na família e na gestão dos seus activos, aprendendo a investir o seu capital. Educou-se e criou um fundo de investimento para familiares e amigos próximos, o Pabrai Investment Funds, replicando o modelo das Buffett Partnerships, do seu ídolo Warren.

Livros de Mohnish Pabrai:

Mohnish Pabrai escreveu o famoso The Dhandho Investor: The Low – Risk Value Method to High Returns e um outro livro: Mosaic: Perspectives on Investing.

Fortuna Estimada:

O património de Mohnish Pabrai está avaliado em mais de 150 milhões de dólares.

Charlie Munger

Charlie Munger 9 | Investidor Prudente

“The big money is not in the buying or selling, but in the waiting.”

Charlie Munger

Quem é Charlie Munger:

A sabedoria popular diz-nos que, quando almejamos algo na vida, por exemplo, sermos bons investidores, devemos procurar aprender com pessoas que tiveram grande sucesso nessa área… Essa é uma das explicações para a enorme popularidade de Warren Buffett, sobejamente conhecido pelo público investidor. Já o trabalho do seu Vice-presidente na Berkshire Hathaway, Charlie Munger, é menos conhecido, mas em nada menos meritório, isto dito pelo próprio Buffett.

Dizer que Charlie Munger é o braço-direito de Warren Buffett seria, de forma simpática, um insulto aquele que é reconhecido como uma das mentes mais brilhantes dos nossos tempos.

Celebrou, no primeiro dia do ano, 98 anos de existência e continua absolutamente mordaz, inteligente e repleto do sentido de humor seco e genial a que nos habituou. Munger defende acerrimamente o “saber universal”: conhecer os principais conceitos das mais variadas áreas, sejam a matemática, a filosofia, a psicologia, etc, com a consequência de que tornará a nossa tomada de decisões incomparavelmente melhor.

Como Charlie Munger começou:

Munger é formado em direito, tendo começado por exercer advocacia, investimento apenas de forma não profissional. Apenas em 1962 começou a sua carreira de investidor, tendo-se juntado a Buffett na liderança da Berkshire Hathaway em 1978.

Livros de Charlie Munger

O fantástico Poor Charlie’s Almanack, inspirado no obra autobiográfica de Benjamin Franklin, é a única obra publicada por Munger.

Fortuna Estimada:

Munger acumulou património avaliado em 2,5 mil milhões de dólares.

Peter Lynch

Peter Lynch 10 | Investidor Prudente

“The real key to making money in stocks is not to get scared out of them.”

Peter Lynch

Quem é Peter Lynch:

Peter Lynch geriu o fundo Fidelity Magellan entre 1977 e 1990, período em que os capitais sob gestão do fundo cresceram de 18 M$ para 14 mM$. Mais impressionante ainda é a fantástica taxa de retorno anual obtida: sob a gestão de Lynch, o fundo obteve uma valorização de 29,5% por ano, batendo o S&P 500 em 11 dos 13 anos.

Como Peter Lynch começou:

Peter Lynch começou como caddie em campos de golfe, que afirma terem sido uma experiência incrível, pela possibilidade de ouvir as conversas e o modo de pensar de pessoas muito ricas, quase todas investidoras.

Mais tarde, Lynch ingressou na Fidelity Magellan como estagiário, 10 anos antes de ser convidado para ser o Gestor do Fundo.

Livros de Peter Lynch:

Autor dos best sellers de investimento One Up on Wall Street (1989), Beating the Street (1992) e Learn to Earn (1995), Peter Lynch convida os investidores a observar e procurar, nas suas vidas quotidianas, empresas que tenham uma vantagem competitiva, visto que os seus produtos ou serviços costumam gozar de grande popularidade.

Fortuna Estimada:

Peter Lynch acumulou património avaliado em 15 mil milhões de dólares.

Iniciar Sessão
Não tem conta?

Se ainda não tem conta de subscritor utilize esta opção para aceder ao formulário de registo.

Registe-se gratuitamente e aceda a conteúdo exclusivo.

ebook-manual-do-investidor-prudente-v2
download ebook grátis

O Manual do Investidor Prudente

Quer saber como proteger e fazer crescer as suas poupanças?