Análises Abertas

O guru manda comprar a Schindler. E o Prudente?

Os gurus algorítmicos dizem-me que a Schindler Holding – que caiu mais de 45% desde a máxima do ano passado – está significativamente desvalorizada, mas será que podemos confiar neles? Será que a Schindler Holding é, neste momento, uma excelente oportunidade de investimento?

Ferguson, um investimento para o longo-prazo

As pessoas necessitam sempre de canos… sim, canos, canalizações – nos esgotos, nas torneiras de casas, nos equipamentos de ar-condicionado, etc. Sim, é um mercado fragmentado, mas a Ferguson quer dominá-lo.

Kuehne + Nagel = cunanagal?

Para investir bem em bolsa, basta comprar boas empresas a preços sensatos e esperar que dêem frutos. A Kuehne+Nagel é uma boa empresa de logística. Mas qual é o preço-tecto?

Sanofi, uma “dividend aristocrat” europeia

A Sanofi é a maior farmacêutica francesa e a quarta maior acção da Bolsa de Paris. É uma das principais “dividend aristocrats” europeias, pois aumenta o dividendo anual consecutivamente há 27 anos e realiza “buybacks”. Qual é o seu “yield”?

A AutoZone não paga dividendos, mas é como se pagasse 

A AutoZone é a maior retalhista e distribuidora de peças de reposição e acessórios para automóveis das Américas. O seu “return-on-assets” é verdadeiramente impressionante, e há 20 anos que remunera os accionistas com “buybacks” recorrentes.

Warren Buffett compra mais Occidental Petroleum

Entre Março e Maio deste ano, Warren Buffett comprou acções da Occidental Petroleum, realizando um preço médio de aproximadamente $50 por acção. Será que vale a pena copiá-lo?

Robinhood, uma grande ponta de charuto

Se a capitalização bolsista da Robinhood cair abaixo de 2/3 do NCAV, para perto de $4,4 B, os caçadores de pontas de charuto e os investidores activistas (como explica Tobias Carlisle) vão certamente atacar. Será que essa estratégia é adequada ao investidor Prudente?

Análise às acções da ENGIE SA (ENGI.PA)

Engie e o fim do carvão em Portugal

A Engie gera e distribui electricidade, gás natural e energia renovável em várias áreas geográficas, e está cotada abaixo do valor do capital próprio. O sector energético interessa muito ao investidor Prudente, pois tem enormes barreiras à entrada, mas será este um bom investimento?

Análise às acções da Enbridge Inc. (ENB) NYSE

A Enbridge aumenta o dividendo há 27 anos

A Enbridge é uma empresa canadiana da área da energia que opera o sistema de transporte de petróleo e líquidos mais longo e complexo do mundo. Apesar de pagar dividendos consecutivos há décadas e de apresentar actualmente um “dividend yield” superior a 6%, não remunera adequadamente os accionistas. Porquê?

Análise às acções da The Estée Lauder Companies Inc. (EL) NYSE

Estée Lauder Companies – uma acção belíssima

As empresas que pagam bons dividendos têm, normalmente, vantagens competitivas duradouras, proporcionando bons resultados aos accionistas. Exemplo disso é a Estée Lauder, uma das melhores fabricantes de produtos de beleza do mundo, dona de marcas como a Michael Kors Beauty, Tommy Hilfiger, DKNY, entre outras.

Análise às acções da Franklin Resources, Inc. (BEN) NYSE

Franklin Resources e o investidor John Templeton

Na minha longa pesquisa, à procura de boas empresas cotadas a bons preços, esbarrei contra a Franklin Resources, uma gestora de patrimónios ligada a um “value investor” muito querido do Prudente – Sir John Templeton.

Categorias

ebook-guia-fiscal-do-investidor-em-acoes-2022

e-Book Grátis

Guia Fiscal do Investidor em Ações

Iniciar Sessão
Não tem conta?

Se ainda não tem conta de subscritor utilize esta opção para aceder ao formulário de registo.

Registe-se gratuitamente e aceda a conteúdo exclusivo.

ebook-guia-fiscal-do-investidor-em-acoes-2022
download ebook grátis

Guia Fiscal do Investidor em Ações

Preencha o seu IRS de forma simples e rápida com a ajuda deste ebook.