Franklin Resources e o investidor John Templeton

Bom dia, caros investidores.

Vou continuar a analisar todas as empresas de grande capitalização cotadas em Bolsa, dando prioridade às melhores segundo vários tipos de critérios. Um dos critérios que costumo usar é o longo historial de distribuição de dividendos (por exemplo, as empresas que pagam dividendos ininterruptos há mais de 20 anos). Na minha longa pesquisa, esbarrei contra a Franklin, uma gestora de patrimónios ligada a um value investor muito querido do Prudente – Sir John Templeton:

Sir John Templeton

1. Apresentação

A Franklin Resources (NYSE: BEN) é uma gestora de patrimónios que opera sob a marca Franklin Templeton, entre outras subsidiárias. A empresa foi fundada em Nova York, em 1947, por Rupert H. Johnson, dono de uma corretora bem-sucedida de Wall Street. Ao nomear a empresa, Rupert inspirou-se em Benjamin Franklin, porque o funding father defendia a frugalidade e a prudência quando se tratava de economizar e investir (algo muito caro ao Investidor Prudente). Os primeiros fundos mútuos criados pela empresa, os Franklin Custodian Funds, eram constituídos por acções e obrigações, sendo administrados de forma conservadora e projectados para atrair a maioria dos investidores. Em 1971, a empresa tornou-se pública, e começou a ser negociada na Bolsa de Nova York em 1986. Várias aquisições se seguiram, mas há uma que se destaca – a Templeton, Galbraith & Hansberger por $913 M, em 1992, da qual Sir John Templeton era proprietário – que deu origem à Franklin Templeton. O negócio cresceu, e, em Fevereiro de 2009, a revista Barron’s chamou a Franklin Templeton de “Rei da Década” devido à performance dos seus fundos.

Hoje, a empresa oferece os seus serviços e produtos sob várias marcas distintas, tais como a Franklin Templeton, Legg Mason, Benefit Street Partners, Brandywine Global Investment Management, Clarion Partners, ClearBridge Investments, Fiduciary Trust International, Franklin Bissett, Franklin MutualSeries, K2, LibertyShares, Martin Currie, Royce Investment Partners, Western Asset Management Company, entre outras:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 1 | Investidor Prudente

A Franklin gere vários tipos de fundos e ETFs (de acções, obrigações, ouro, etc.) e detém $1,5 B de activos sob gestão…

Franklin Resources e o investidor John Templeton 2 | Investidor Prudente

… estando a maioria localizados nos EUA:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 3 | Investidor Prudente

Mais de metade dos activos sob gestão relativos aos fundos mútuos e compostos* excederam o desempenho dos seus pares em todos os períodos apresentados…

*A composite is an aggregation of one or more portfolios into a single group that represents a particular investment objective or strategy.

Franklin Resources e o investidor John Templeton 4 | Investidor Prudente

… e (claro) quase 80% da receita vem das comissões de gestão desses fundos:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 5 | Investidor Prudente

2. Principais Accionistas

Os principais accionistas têm raízes familiares na empresa e participam dos seus órgãos de direcção:

Jennifer M. Johnson and Gregory E. Johnson are siblings, and their uncle is Rupert H. Johnson, Jr. Each serves as both a director and an executive officer of Franklin.

Franklin Resources e o investidor John Templeton 6 | Investidor Prudente

3. Gráfico de Longo Prazo e Dividendos

Após uma forte ascensão, a acção lateralizou nos últimos 15 anos:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 7 | Investidor Prudente

E paga dividendos desde 1981. Além disso, faz parte das Dividend Aristocrats:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 8 | Investidor Prudente

4. Evolução do Número de Acções e Valor de Mercado

Além dos dividendos, a Franklin remunera os accionistas com recompras de acções próprias. A empresa vale em Bolsa menos de metade do que valia há 15 anos:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 9 | Investidor Prudente

5. Informação Financeira

A receita de 2021 quase que superou o máximo histórico verificado em 2014…

Franklin Resources e o investidor John Templeton 10 | Investidor Prudente

… assim como o lucro, que está próximo aos valores máximos de 2012-2015:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 11 | Investidor Prudente

A posição em caixa e os outros meios financeiros líquidos cobrem bem a dívida total, que é constituída sobretudo por obrigações de longo prazo:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 12 | Investidor Prudente

6. Desenvolvimento

Em Julho de 2020, a Franklin Templeton adquiriu a Legg Mason, colocando a Franklin Templeton entre as 10 maiores casas de investimento do mundo…

Franklin Resources e o investidor John Templeton 13 | Investidor Prudente

… com $1,5 T de activos sob gestão (AUM). Em Janeiro de 2022, a Franklin Templeton adquiriu a O’Shaughnessy Asset Management, uma empresa de gestão de activos fundada por James O’Shaughnessy, autor de um livro excelente sobre quantitative investing. Li e recomendo:

What Works on Wall Street, Fourth Edition: The Classic Guide to the Best-Performing Investment Strategies of All Time

A concorrência dos fundos passivos é um dos principais factores de risco da Franklin. A nova CEO diz que os fundos de gestão activa poderão vencer os fundos de gestão passiva na próxima década, que foram beneficiados por vários tipos de incentivos, pelas baixas taxas de juro e pelas economias de escala:

Eu considero perigoso raciocinar em termos genéricos e abstractos (“fundos activos”!?)… há certamente muitos fundos activos que dificilmente conseguirão superar o mercado, devido à natureza da gestão e às comissões elevadas, assim como muitos fundos passivos, mas considero que alguns fundos do tipo value com uma postura orientada para o longo prazo, podem sair vencedores. Resta saber se a Franklin ainda preserva o seu perfil conservador inicial e a cultura dos seus fundadores (Rupert e John Templeton).

Os analistas prevêem uma queda da receita, mas um aumento do lucro líquido. Este ano estão previstos lucros de $3,61 por acção:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 14 | Investidor Prudente

A remuneração dos accionistas em forma de dividendos e buybacks é de $2,39 por acção…

Franklin Resources e o investidor John Templeton 15 | Investidor Prudente

… proporcionando um yield superior a 9%. Os lucro actuais suportam bem essa remuneração, e mesmo os lucros verificados durante a crise do subprime dariam para suportar esse net payout:

Franklin Resources e o investidor John Templeton 16 | Investidor Prudente

7. Conclusão

De imediato posso dizer que gostei da história da empresa, da sua cultura value e prudente, dos fundamentos actuais e do yield proporcionado aos accionistas. O preço da acção está bastante convidativo (o PERttm corresponde a apenas 6,9x), mas os desafios futuros são grandes. É certo que, se tudo estivesse bem, a acção não estaria barata. Apesar das incertezas futuras, vou manter esta acção na Lista Completa de Acções do Prudente.

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não deverá ser entendida como uma recomendação para comprar ou vender acções.

Se entender esta publicação como uma recomendação, tenha em conta que ela é generalista e poderá não ser adequada ao seu perfil de risco, que é único. A sua situação financeira individual não foi tida em consideração pelo Autor da análise, que desconhece o perfil de risco e objectivos de cada um Subscritores do Investidor Prudente.

Se necessitar de conselhos financeiros personalizados, procure sempre os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

O Investidor Prudente e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação.

Esta publicação é propriedade intelectual de BBTOP20 – Produção de Conteúdos, Lda e destinada apenas aos Subscritores do site Investidor Prudente. As informações e opiniões contidas nesta publicação são confidenciais. É proibida a sua transmissão ou difusão, em todo ou em parte, sem autorização expressa.

Consulte o Disclaimer completo do Investidor Prudente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website é protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google são aplicados.

Manual_Investidor_Prudente_Accoes_Mockup_livro_tlm_tablet

e-Book Grátis

Quer saber como proteger e fazer crescer as suas poupanças?

Iniciar Sessão
Não tem conta?

Se ainda não tem conta de subscritor utilize esta opção para aceder ao formulário de registo.

Registe-se gratuitamente e aceda a conteúdo exclusivo.

ebook-manual-do-investidor-prudente-v2
download ebook grátis

O Manual do Investidor Prudente

Quer saber como proteger e fazer crescer as suas poupanças?