A Tractor Supply é forte no seu nicho

Bom dia, caro investidor.

Ao procurar por empresas que apresentam um elevado retorno sobre o capital investido e que remuneram os accionistas de forma consistente esbarrei com a Tractor Supply. Mas quando entrei no site recebi este aviso:

Access Denied
You don’t have permission to access “http://www.tractorsupply.com/” on this server.

O acesso está vedado. Só se consegue entrar com uma VPN. Ao entrar, verifico que esta empresa vende de tudo – parece ser uma espécie de Leroy Merlin que vende também roupa, brinquedos, comida para animais, etc.

Vamos conhecer a empresa.

1. Apresentação

A Tractor Supply Company (NASDAQ: TSCO) é a maior retalhista de estilo “rural” dos Estados Unidos. A Empresa procura atender às necessidades de agricultores recreativos, criadores de gado e todos aqueles que gostam de viver um estilo de vida rural, operando lojas com os seguintes nomes: Tractor Supply Company, Petsense e Del’s Feed & Farm Supply. Estas lojas estão localizadas em cidades próximas aos principais mercados metropolitanos e às comunidades rurais. A empresa disponibiliza também uma ampla variedade de produtos nos canais online, através da App “Tractor Supply” e dos sites “TractorSupply.com” e “Petsense.com”.

A história da empresa começou em 1938, quando Charles Schmidt estabeleceu um negócio por correspondência de venda de peças para tractores. Tornou-se logo um caso de sucesso. Hoje, com mais de 2.000 lojas em 49 Estados, a Tractor Supply é a maior operadora de lojas americanas de retalho relacionadas com o estilo de vida rural, actuando num nicho de mercado especializado – suprindo as necessidades de agricultores recreativos, pecuaristas e todos aqueles que gostam de viver um estilo de vida rural.

A maioria das vendas está relacionada com o segmento de gado e animais de estimação…

… e 29% da receita vem das marcas exclusivas:

Existe competição, mas a companhia acredita que o facto de se focar num nicho de mercado ajuda-a a diferenciar-se dos outros retalhistas. Essa é, talvez, a sua principal vantagem competitiva.

We operate in a competitive retail industry. We believe the principal competitive factors include location of stores, fulfillment options, price, quality of merchandise,in-stock inventory consistency, merchandise assortment and presentation, product knowledge, and customer service. We compete with general merchandise retailers,home center retailers, pet retailers, specialty and discount retailers, independently owned retail farm and ranch stores, numerous privately-held regional farm storechains and farm cooperatives, as well as internet-based retailers. However, we believe we successfully differentiate ourselves from many of these retailers by focusingon our specialized market niche for customers living the rural lifestyle.

Vamos dar uma volta a uma das lojas:

YouTube video

2. Principais Accionistas

Entre os principais accionistas só há grandes fundos de investimento:

Name Equities %
Capital Research & Management Co. 15,589,600 14.1%
The Vanguard Group, Inc. 12,433,654 11.3%
Nicholas Fund, Inc. 6,423,200 5.81%
Skyline Asset Management LP 6,048,000 5.48%
Lone Pine Capital LLC 5,836,974 5.28%
SSgA Funds Management, Inc. 4,581,644 4.15%
Capital Research & Management Co. (Global Investors) 4,330,000 3.92%
Bill & Melinda Gates Foundation Trust (Investment Management) 4,000,000 3.62%
Harris Associates LP 3,996,200 3.62%
Capital Growth Management LP 3,525,600 3.19%

3. Gráfico de Longo Prazo e Dividendos

A acção está próxima ao máximo histórico…

… e distribui dividendos regulares desde 2010.

4. Evolução do Número de Acções e Valor de Mercado

Além dos dividendos, remunera os accionistas através dos buybacks:

5. Informação Financeira

A receita encontra-se no máximo histórico, a crescer aproximadamente 14% ao ano…

… bem como o lucro líquido, que cresce 19% ao ano:

A margem de lucro também tem vindo a aumentar (7% de margem líquida nos últimos 5 anos) e o retorno sobre o capital próprio é muito elevado…

During the past 13 years, Tractor Supply Co’s highest ROE % was 53.74%. The lowest was 27.19%. And the median was 30.63%.

… bem como o ROCE:

Dec12 Dec13 Dec14 Dec15 Dec16 Dec17 Dec18 Dec19 Dec20 Dec21
ROCE %
38.31 40.88 42.06 41.55 38.59 35.04 33.68 24.02 21.33 23.74

Após 2019, houve um aumento dos rácios de endividamento. Isto ficou a dever-se à mudança das normas contabilísticas que obrigaram as empresas a incorporar as rendas contratadas na rubrica da dívida:

6. Desenvolvimento

O último relatório e contas apresentou bons resultados…

– Net Sales Increased 8.4%; Comparable Store Sales Increased 5.7%
– Diluted Earnings per Share (“EPS”) Increased 7.7% to $2.10
– Company Raises Fiscal 2022 Diluted EPS Range to $9.55 to $9.63, Compared with the Prior Range of $9.48 to $9.60

… entregando outro trimestre com um recorde de vendas e um aumento da participação de mercado. A tendência das vendas e dos lucros é crescente e estável, o que é fantástico, considerando o ambiente de mercado adverso que se tem vivido.

Por isso, a guidance foi revista em alta…

… estando dentro daquilo que é esperado pelos analistas, que mantêm previsões optimistas até 2025:

Analyst Estimate Dec 2022 Dec 2023 Dec 2024 Dec 2025
Revenue (Mil $) 14076.85 15048.56 16003.60 17007.18
EBIT (Mil $) 1422.94 1531.14 1638.38 1802.00
EBITDA (Mil $) 1762.86 1919.06 2067.85 2201.00
EPS ($) 9.61 10.37 11.35 12.23
EPS without NRI ($) 9.51 10.40 11.35 12.23
Dividends per Share ($) 3.69 4.03 4.43 5.11

A remuneração dos accionistas em forma de dividendos e buybacks também é crescente, mas os $4,34 por acção…

… correspondem apenas a um yield de aproximadamente 2%.

7. Conclusão

Normalmente, tenho receio de investir em empresas do retalho, mas quando apresentam vantagens competitivas duradouras podem ser óptimos investimentos de longo prazo. Acredito que o foco da Tractor Supply no nicho rural e os seus produtos exclusivos atribuem-lhe uma óptima vantagem competitiva, dificultando a concorrência por parte de novos players e por outros retalhistas que vendem produtos genéricos.

Vou estar atento às cotações, mas não aceitaria um yield inferior a 6%, ou seja, não pagaria mais de $72 por acção (ali abaixo da mediana do price-to-sales):

 

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não deverá ser entendida como uma recomendação para comprar ou vender acções.

Se entender esta publicação como uma recomendação, tenha em conta que ela é generalista e poderá não ser adequada ao seu perfil de risco, que é único. A sua situação financeira individual não foi tida em consideração pelo Autor da análise, que desconhece o perfil de risco e objectivos de cada um Subscritores do Investidor Prudente.

Se necessitar de conselhos financeiros personalizados, procure sempre os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

O Investidor Prudente e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação.

Esta publicação é propriedade intelectual de BBTOP20 – Produção de Conteúdos, Lda e destinada apenas aos Subscritores do site Investidor Prudente. As informações e opiniões contidas nesta publicação são confidenciais. É proibida a sua transmissão ou difusão, em todo ou em parte, sem autorização expressa.

Consulte o Disclaimer completo do Investidor Prudente.

4 respostas

  1. Viva Hélder

    e bom Ano para si e equipa.

    Agora que os juros estão a subir e portanto os custos de financiar a recompra de acções próprias vai dificultar estas operações, como vai tal (se vai) impactar o seu modelo de investimento?

    Obrigado

    1. Olá, Luiz.
      Não sei se percebi a sua questão, mas a recompra de acções próprias, tal como a distribuição de dividendos, não implica financiamento. Se houver recessão e inflação, tal como houve no passado, as acções caem, o yield sobe e as empresas que remuneram os accionistas com recurso a crédito deixam de o fazer (óptimo!). Haverá sempre empresas a remunerar os accionistas. Mesmo na grande depressão de 1929, houve empresas que nunca deixaram de pagar dividendos. Veja-se a Coca-Cola, que até conseguiu crescer nessa década.
      Quanto ao modelo de investimento, o foco será sempre os activos, os resultados e o yield, não a previsão das cotações (isso é trabalho para os especuladores). Não vejo outra via.

      Um bom ano, Luiz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website é protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google são aplicados.

Manual_Investidor_Prudente_Accoes_Mockup_livro_tlm_tablet

e-Book Grátis

Quer saber como proteger e fazer crescer as suas poupanças?

Iniciar Sessão
Não tem conta?

Se ainda não tem conta de subscritor utilize esta opção para aceder ao formulário de registo.

Registe-se gratuitamente e aceda a conteúdo exclusivo.

Manual do Investidor Prudente
download ebook grátis

O Manual do Investidor Prudente

Quer saber como proteger e fazer crescer as suas poupanças?